Primeiro sino para a Igreja Nova chegou há 70 anos

A Igreja Nova de S. José demorou sessenta e seis anos a construir. Uma doação de oito contos de réis feita em 1895 pelo “brasileiro” Fortunato José de Oliveira permitiu o arranque de uma obra que só ficaria pronta em 1961.

Durante quase sete décadas a edificação do templo sofreu diversos avanços e recuos. Mesmo por concluir, a Igreja Nova passou por momentos importantes, que fazem parte da sua atribulada história; um desses episódios foi a chegada do primeiro sino.

 Chegou a Fafe em plenas Festas do Concelho de 1946, no dia 13 de Julho. Foi transportado pelo comboio, sendo depois colocado num carro puxado por 24 bois e seguiu em cortejo da Estação de Caminho de Ferro à Praça José Florêncio Soares onde estava a ser edificado o novo templo da Vila.

O centenário jornal “O Desforço” datado de 18 de Julho de 1946 destaca a notícia:

«O cortejo do primeiro sino para a igreja Nova de S. José, tirado por 12 juntas de possantes bois, com raparigas frescas dos nossos campos, à soga, foi motivo de curiosidade do forasteiro e dos da terra. Depois a bênção do mesmo pelo Snr. Arcebispo de Braga, o qual sino, após ela, foi guindado para o lugar próprio; o toque da saudade pelos mortos amigos da Igreja Nova…»

Jesus Martinho

 

1946
 Bênção do sino, reprodução do Almanaque Ilustrado de Fafe, 1947