A decorrer em Março com final marcada para dia 22

Olimpíadas de Educação Financeira

procuram campeões da poupança

Ação da Fundação Dr. António Cupertino de Miranda destina-se a alunos do 1º e 2º ciclos do ensino básico de 34 municípios do Porto e Norte

A Fundação Dr. António Cupertino de Miranda promove, ao longo deste mês, a segunda edição das Olimpíadas de Educação Financeira (OEF), estando a grande final agendada para dia 22, na sua sede no Porto. Esta iniciativa – que se insere no projeto “No Poupar Está o Ganho”, concebido em 2010 para promover a literacia financeira junto de crianças e jovens em idade escolar – pretende incentivar o interesse dos alunos do primeiro e segundo ciclos do ensino básico pelos temas da educação financeira para que, de forma lúdica, se consciencializem da importância do dinheiro e adquiram competências com vista à aquisição de um comportamento responsável do ponto de vista financeiro.

As Olimpíadas materializam-se num quizz cujas questões devem ser respondidas corretamente e no menor tempo possível. As perguntas aludem aos vários temas de Educação Financeira que, de acordo com o Referencial de Educação Financeira publicado pelo Ministério da Educação, devem ser lecionados no primeiro e segundo ciclos do ensino básico. A primeira etapa da competição será realizada online através da plataforma eletrónica que integra o projeto. Já a segunda e última etapa consistirá numa competição realizada presencialmente entre as turmas apuradas na primeira fase, sendo que as turmas participantes são aquelas que se encontram inscritas no projeto “No Poupar Está o Ganho” do corrente ano letivo.

Cada um dos 34 municípios levará à grande final uma turma do primeiro ciclo e outra do segundo, sendo que as escolhidas serão aquelas que vencerem a etapa online. As equipas finalistas disputarão entre si o primeiro, segundo e terceiro lugares de classificação. Importa destacar que a etapa final contará com a presença da Comissão Reguladora das OEF, constituída por representantes da Fundação Dr. António Cupertino de Miranda, do Ministério da Educação, da Faculdade de Economia da Universidade do Porto e do Banco de Portugal.

Fundação estende literacia financeira ao público sénior

Atenta às mudanças sociais e consciente do envelhecimento demográfico, a Fundação Dr. António Cupertino de Miranda percebeu a importância de criar respostas para esta nova geografia populacional. Nesse âmbito, desenvolveu recentemente um programa de inclusão e formação financeira para seniores, intitulado “€u e a Minha R€forma”. Capacitar o consumidor sénior no sentido de ampliar os seus conhecimentos financeiros, gerir o seu orçamento e estar melhor informado sobre os seus direitos são os seus principais objetivos.

Destinado a adultos com idade igual ou superior a 55 anos, “€u e a Minha R€forma” será implementado sob a forma de oficinas gratuitas que acontecerão ao longo de todo o ano na sede da Fundação. Trata-se de um projeto piloto que, à semelhança do que aconteceu com o projeto de educação financeira “No Poupar Está o Ganho”, se pretende que cresça de modo sustentado. Ainda neste contexto, a Fundação assinalará, em colaboração com a Direção-Geral do Consumidor, o Dia Mundial dos Direitos do Consumidor (26 de março), através da realização de um evento dirigido especificamente aos seniores de todos os municípios da Área Metropolitana do Porto.

7 de março de 2018

Mais informações:

Sofia Graça | sofia@fesagency.pt | 938 266 636

COMPARTILHAR
Artigo anteriorJoão Paulo
Próximo artigo“millennials”