Fica aquele amargo de boca por já ter passado, mas ao mesmo tempo a alegria e satisfação por ter corrido bem. Todos os anos chegam cá vinte ou trinta desconhecidos, e vão-se embora outros tantos novos amigos.

O nosso lucro é esse! Saber que quem se deu ao trabalho de cá vir mostrar para o que ensaia e pratica, foi embora com o sentimento de respeito e carinho pelo seu trabalho, e deixa a reciprocidade na memória dos que os receberam.

Um valente obrigado aos Panic Resort, Zekexperience, Bed Legs, Maybe The King, Blame Zeus, Odd Switch, Alex.n.dr e Marin, pela boa onda com que cá vieram, acreditem que facilita a vida a todos, e o resultado final é melhor por isso mesmo.

Obrigado a todos os que de uma maneira ou outra deram o corpo ao manifesto, são muitos para enumerar, mas é gente que dá o trabalho de bom grado, e não há SantoRock sem vocês.

Sincero agradecimento à Ampliphy Audiovisuais, nas pessoas de Manuel Vilhena Pai e Manuel Vilhena Filho, pela paciência, disponibilidade e simpatia com que trataram os músicos. Quem anda a tocar aqui e acolá sabe bem o quão importante é ser tratado com respeito e profissionalismo pelo pessoal do som.

Um agradecimento a quem apoiou de outras maneiras o festival (cada eurinho conta), Fafmusica Instrumentos Musicais Lda pelo quarto ano de rifas, e à Rádio Braga pela transmissão em direto.

Por fim, e o mais importante, obrigado ao público que cá veio, são vocês que fazem tudo isto valer a pena!

Em nome da Associação Arco, bem hajam todos os mencionados, e para o ano cá estaremos para mais dois dias de algazarra!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorSanto Rock 2018
Próximo artigoOFERTA DE EMPREGO