É já amanhã que a segunda edição do “Territórios Dramáticos” arranca em Joane, Vila Nova de Famalicão. Até 28 de maio, Joane sente a pulsação artística da dramaturgia contemporânea nacional com uma programação que evidencia a diversidade do teatro português, numa iniciativa organizada pelo Teatro da Didascália. O encontro decorre no FAUNA – recém-inaugurado espaço da companhia e que pretende afirmar-se como um equipamento dedicado à criação e programação artística no Vale do Ave – e no Centro Cultural de Juventude de Joane (CCJJ). O primeiro fim de semana abre com “Museu da Existência”, da companhia Amarelo Silvestre, um espetáculo que envolveu um trabalho prévio com a comunidade, sendo que os criadores visitaram cinco casas da região para desenvolver uma escrita dramática a partir da memória de objetos simbólicos de pessoas. A peça pode ser vista nos dias 18 e 19 de maio, no FAUNA, em dois horários: às 18h00 e às 21h30.

Já no domingo, 20 de maio, às 16h00, o CCJJ recebe “O cão que corre atrás de mim (e o avô Elísio à janela)”. Criado por Filipe Caldeira, o espetáculo, para maiores de 3 anos, apresenta “um retrato-memória da infância escrito a quatro mãos”. Em relação às atividades paralelas, destaque para “Cear e Falar” (sábado, dia 19) após a apresentação de o “Museu da Existência”, que promove uma conversa “regada” com Vinho Verde. No mesmo dia, entre as 10h00 e as 12h30, “PLAY” chega ao CCJJ: uma oficina lúdica dedicada às famílias. O preço é de cinco euros e as inscrições devem ser feitas através do e-mail patricia@teatrodadidascalia.com ou do número 924 305 850. O preço dos bilhetes para os espetáculos varia entre os três e os quatro euros (com desconto para estudantes, maiores de 65 anos e para grupos de seis ou mais pessoas). As reservas podem ser feitas através do e-mail rp@teatrodadidascalia.com ou do número 912 761 740.

Vídeo promocional Territórios Dramáticos: https://bit.ly/2rF8OPK